Minha experiência com a amamentação

Oiii amores, tudo bem?

No post de hoje vou compartilhar com vocês, minha experiência com a amamentação. No começo, até um mês, um mês e meio, a tarefa era muito difícil, amamentar era algo muito doloroso, havia dias que eu até chorava de dor, bastava a Lorena encostar a boca no mamilo para eu sentir dor, isso no início era terrível. Por isso, além de amor, amamentar requer muita dedicação e paciência.

A amamentação é muito importante, não somente no aspecto nutricional mas também nos benefícios que a sucção traz. A sucção é importante  para o desenvolvimento do bebê, pois, é com esse movimento de sugar que ele começa a ter consciência de que a boca dele tem lábios, língua, mandíbula e isso também vai ajudá-lo mais pra frente quando começar a falar e a mastigar. A sucção também ajuda no ato de deglutição (engolir o leite) e auxilia na respiração.

Hoje a Lorena está com dois meses e meio ( 75 dias), e ela se alimenta do leite materno desde o primeiro dia de vida. Na gestação já vazava colostro de mim e o leite já desceu após o seu terceiro dia de vida, ainda no hospital ela queria mamar somente no seio esquerdo, mas com passar dos dias ela pegou os dois.

No inicio é bem difícil, pois o bebê ainda não tem a pega certa e muitas vezes a mãe (de primeira viagem) não sabe posicionar o recém nascido de forma correta para mamar. O meu seio ficou muito sensível ao toque, com fissuras e sempre vazava muito leite.

Para ajudar a aliviar a sensação de dor eu passava no mamilo a pomada HPA Lanolina, o que ajudava bastante, e também usava a concha, pois, ela não permitia que a roupa ou o sutiã entra-se em atrito com o seio. Com o passar dos dias o seio vai acostumando a pega do bebê e agora não sinto mais dor.

Utilizei também uma almofada de amamentação, que auxiliar no posicionamento correto do recém nascido para mamar, usei a almofada desde o primeiro dia da Lorena em casa.

Atualmente não uso mais a concha, nem a pomada, nem a almofada, uso os absorventes de seio, mas somente quando vou sair, para evitar de vazar na roupa. Também tenho usado uma bomba para tirar leite, pois, produzo muito. Se o leite ficar armazenado no seio por muito tempo, ele acaba inchando demais, trazendo assim desconforto e dor.

Bom, é isso amores, mesmo com as dificuldades e dores no início, a experiência da amamentação é muito prazerosa.

Espero que tenham gostado!

Beijos ❤

 

Alimentação durante a amamentação

Oiii amores, tudo beem?

Hoje irei compartilhar com vocês sobre minha alimentação e as dicas absorvidas durante esse período em que estou amamentando a Lorena no peito.

iStock_000050545860_wide

Fonte: Pinterest

Faço o possível para continuar com os hábitos saudáveis que eu aderi desde que descobri que estava gravida, procuro comer mais frutas e verduras|legumes e alimentos que sejam boas fontes de proteínas, cálcio e ferro e é claro que me permito comer guloseimas de vez em quando. Porém eu NÃO como chocolate, grão do feijão, repolho, ovo cozido, nem bebo leite de vaca, refrigerante, cafeína, bebida alcoílica, tudo isso para evitar que minha filha tenha cólicas e gases, conforme orientação do próprio pediatra da Lorena.

Muitas mães observam que, quando comem determinados alimentos, o bebê fica mais irrequieto e com sintomas de cólica, entretanto confie na sua observação, se o bebê ficou irritado a troco de nada, pense no que você comeu nas últimas horas e experimente eliminar esse alimento da sua dieta por alguns dias, para ver se melhora.

Muitas mulheres sentem mais fome na fase em que amamentam, o que faz todo o sentido, pois o corpo está dando o maior duro 24 horas por dia para produzir o leite do bebê. Tenha sempre o hábito de fazer um pequeno lanche nutritivo, uma barrinha de cereais ou uma torrada com queijo entre as mamadas.

Apesar da água ser muito importante para se manter bem hidratada, você não precisa ficar contando quantos copos d’água toma durante o dia, seu corpo vai se encarregar de avisar quando você precisa de água: os hormônios envolvidos na amamentação provocam a sensação de sede. Quando for se posicionar para amamentar, já leve com você um copo ou uma garrafinha de água. Se sua urina estiver bem clara, é um bom sinal de que você está tomando uma quantidade adequada de líquidos.

Não é recomendável começar a fazer dieta enquanto o bebê tem menos de 2 meses, o melhor é perder peso aos poucos, através de uma alimentação saudável combinada a uma rotina de exercícios físicos. A amamentação por si só já ajuda a queimar a gordura da gravidez, por usá-la na produção do leite. Procure comer sempre que tem fome. Fazer um regime radical, com calorias reduzidas, pode acabar com sua energia e afetar sua produção de leite.

Bom, é isso meninas, espero que possa ter ajudado vocês. Comente aqui em baixo sua experiência.

Beijos e até o próximo!

 

Fonte: BabyCenter